NUTRICAL D.png
NUTRICAL-D-EMB

Composição:

Carbonato de cálcio de ostra                                         1250 mg*

Vitamina D                                                                          200 UI

* equivalente a 500mg de cálcio elementar.

Recomendação Posológica:

1 a 3 comprimidos ao dia, durante as refeições, ou conforme orientação profissional.

Apresentação:

Caixa com 60 comprimidos revestidos.

Nutrical D® é um suplemento mineral e vitamínico indicado na prevenção ou no tratamento auxiliar na desmineralização óssea pré e pós menopausa. Nutrical D® é contraindicado nos casos de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Os diuréticos tiazídicos reduzem a excreção de cálcio através da urina.
NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE DOENÇA DOS RINS. NUTRICALD É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Reg. MS 1.0390.0166.

  • Minibula

    Nutrical D® (carbonato de cálcio + vitamina D). Apresentação: Comprimidos revestidos – carbonato de cálcio 500 mg + vitamina D 200 UI – embalagem contendo frasco com 60 comprimidos. Indicações: Nutrical D® é um suplemento mineral e vitamínico indicado na prevenção ou no tratamento auxiliar na desmineralização óssea pré e pós menopausa. Contraindicações: Nutrical D® é contraindicado nos casos de hipercalcemia, hiperparatiroidismo, hipervitaminose D, estado de má absorção, osteólise neoplásica, sarcoidose, aterosclerose, constipação intestinal, desidratação, hiperfosfatemia, litíase renal, calcificação metastática, doença renal, hipersensibilidade a crustáceos e frutos do mar e também nos casos de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Advertências e precauções: Deve-se reduzir a dose ou interromper o tratamento na hipercalciúria ou quando há propensão à formação de cálculos renais. Em pacientes com acloridria ou hipocloridria, a absorção de cálcio pode estar reduzida, devendo-se atentar para a administração durante as refeições. Recomenda-se monitoração regular da concentração de cálcio em pacientes que fazem tratamento com vitamina D. As concentrações plasmáticas de fosfato devem ser controladas durante o tratamento com vitamina D, visando a redução do risco de calcificação ectópica. Nutrical D® pode ser utilizado por pacientes idosos, desde que verificadas as contraindicações, precauções e advertências descritas acima. O cálcio e a vitamina D passam para o leite materno. Durante a gravidez, a ingestão diária não deve exceder 1.500 mg de cálcio e 600 UI de vitamina D. Em mulheres grávidas, a ingestão excessiva de cálcio e vitamina D deve ser evitada. Nutrical D® pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista. Interações medicamentosas: Os diuréticos tiazídicos reduzem a excreção de cálcio através da urina, o cálcio plasmático deve ser regularmente monitorado durante o uso concomitante de diuréticos tiazídicos. Os corticoides sistêmicos reduzem a absorção de cálcio. Os glicocorticoides também podem reduzir os efeitos da vitamina D. Durante o uso concomitante, pode ser necessário aumentar a dose de Nutrical D®; glicosídeos cardíacos podem ter sua toxicidade aumentada devido a hipercalcemia resultante do tratamento com cálcio. Os pacientes devem ser monitorados através de eletrocardiograma (ECG) e níveis plasmáticos de cálcio. As tetraciclinas quando administradas concomitantemente com preparações de cálcio podem ter a sua absorção comprometida. Por este motivo, as preparações de tetraciclina devem ser administradas, pelo menos, duas horas antes ou quatro a seis horas após a ingestão de cálcio. Os bisfosfonatos orais e fluoreto de sódio quando administrados concomitantemente com preparações de cálcio podem reduzir a absorção gastrointestinal tanto dos bisfosfonatos orais quanto do fluoreto de sódio. Por este motivo, estes medicamentos devem ser administrados com, pelo menos, trinta minutos de antecedência da ingestão de Nutrical D®. O cálcio por via oral pode reduzir a absorção intestinal das estramustina, do etidronato, da fenitoína e das quinolonas quando administrados concomitantemente. Um intervalo de pelo menos três horas deve ser observado entre as ingestões desses medicamentos e medicações contendo cálcio. Sais de cálcio podem diminuir a absorção de ferro nas preparações à base de ferro, portanto, essas preparações devem ser administradas com um intervalo mínimo de duas horas. Em doses altas e em combinação com a vitamina D, o cálcio pode diminuir a resposta ao verapamil e, possivelmente, a de outros antagonistas de cálcio. Rifampicina, fenitoína e barbituratos podem acelerar o metabolismo e, desta forma, reduzir os efeitos da vitamina D. Resinas de troca iônica, como a colestiramina, e laxantes, como óleo mineral, podem reduzir a absorção gastrintestinal de vitamina D. Antifúngicos imidazólicos e triazólicos terão a absorção gástrica diminuída devido à elevação do pH estomacal gerada pelo carbonato de cálcio. Sendo assim, Nutrical D® deve ser administrado pelo menos duas horas depois da administração destes antifúngicos, a fim de garantir a sua eficácia. A elevação do pH estomacal gerada pelo carbonato de cálcio diminui a dissolução dos medicamentos inibidores de bomba de prótons. Portanto, Nutrical D® deve ser administrado pelo menos duas horas depois da administração dessas preparações, a fim de garantir a eficácia delas. Nutrical D® pode interagir também com alguns alimentos como o ácido oxálico (encontrado, por exemplo, no espinafre e ruibarbo) e o ácido fítico (encontrado, por exemplo, em cereais) que podem inibir a absorção do cálcio através da formação de componentes insolúveis com íons de cálcio. O paciente não deve tomar produtos com cálcio dentro das duas horas após ingerir alimentos ricos em ácido oxálico e ácido fítico. Reações adversas: Embora raras, algumas reações adversas podem ser suficientemente graves e requerer tratamento médico especial, como distúrbios gastrintestinais leves, como distensão abdominal, dor abdominal, constipação, diarreia, eructação, flatulência, náusea e vômito, classificadas como reações incomuns (> 1/1.000 e < 1/100); hipercalcemia, hipercalciúria e nefrolitíase, classificadas como reações raras (> 1/10.000 e < 1.000) e prurido, erupções cutâneas de curta duração e urticária, classificadas como reações muito raras (< 1/10.000). No caso de ocorrência de qualquer reação indesejável de maior gravidade, o uso de Nutrical D® deve ser interrompido. Posologia: Nutrical D® deve ser administrado por via oral. Recomenda-se tomar os comprimidos durante as refeições ou conforme orientação médica. A dose recomendada é de um comprimido uma a três vezes ao dia. A posologia recomendada não deve ultrapassar a dose máxima diária de três comprimidos por dia. MS: 1.0390.0166. SAC 08000 25 01 10. Para ver o texto de bula na íntegra, acesse o site www.fqm.com.br.