De acordo com a Organização Mundial da Saúde (2011), as doenças cardiovasculares são as que mais acometem os indivíduos no mundo. Essas doenças costumam ser decorrentes de um quadro inflamatório crônico conhecido como aterosclerose. Esta condição pode ser decorrente de inúmeras causas e ocorre devido ao acúmulo de gorduras na parede das artérias, também conhecido como dislipidemia, que ao longo do tempo podem obstruir os vasos sanguíneos, levando a manifestações como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral.

A maioria dos fatores de risco dependem do estilo de vida de cada indivíduo, tais como: sedentarismo, maus hábitos alimentares, diabetes mellitus, dislipidemias, entre outros. Dentre eles, as dislipidemias, principalmente nos casos de elevados níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue, são um dos principais responsáveis pelo aumento do risco de formação e progressão da placa de gordura depositada nas artérias.

As gorduras desempenham importantes funções no organismo, como a produção de hormônios, a manutenção da temperatura corporal, além de fazer parte da estrutura das células do corpo, encontrando-se distribuídas por todo o corpo. No entanto, alguns tipos de gorduras, como as saturadas e o colesterol, presentes principalmente nos alimentos de origem animal (como carnes vermelhas, ovos, queijos, manteiga, etc.), as trans, proveniente dos alimentos industrializados, e os triglicerídeos, dos alimentos de origem animal e dos carboidratos, quando se encontram em quantidades excessivas no sangue, podem ter papel significativo no aumento do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Já as monoinsaturadas, presentes nos azeites e óleos vegetais, e as poli-insaturadas, como ômega-3 (dos peixes marinhos) e ômega-6 (das castanhas), podem auxiliar na redução do risco dessas doenças e, portanto, podem exercem efeito protetor da saúde do coração e devem fazer parte da alimentação diária. Assim, o consumo de gorduras na alimentação é importante para o metabolismo, mas é necessário ter especial atenção para a qualidade de gorduras ingeridas na alimentação cotidiana.

Adquirir e manter um estilo de vida saudável e controlar o colesterol e os triglicerídeos, com o auxílio do uso dos fitoesteróis, podem ser maneiras efetivas de contribuir para a prevenção das doenças cardiovasculares e para a melhora da saúde do organismo como um todo.

  • Referências

    1. Xavier H. T., Izar M. C., Faria Neto J. R., Assad M. H., Rocha V. Z., Sposito A. C., Fonseca F. A., dos Santos J. E., Santos R. D., Bertolami M. C., Faludi A. A., Martinez T. L. R., Diament J., Guimarães A., Forti N. A., Moriguchi E., Chagas A. C. P., Coelho O. R., Ramires J. A. F.; Sociedade Brasileira de Cardiologia. V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose. Arq Bras Cardiol 2013.

    2. Sociedade Brasileira de Cardiologia. IV Diretriz Brasileira Sobre Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Arq Bras Cardiol 2007.

    3. World Health Organization. The top 10 causes of death. Fact sheet 310. 2014. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs310/en/. Acesso em: 06 nov 2015.

    4. AbuMweis SS et al. Implementing Phytosterols Into Medical Practice as a Cholesterol-Lowering Strategy: Overview of Efficacy, Effectiveness, and Safety. Canadian Journal of Cardiology. 2014;30(10):1225-32.

    5. Choudhary SP, Tran LS. Phytosterols: perspectives in human nutrition and clinical therapy. Curr Med Chem. 2011;18(29):4557-67.

    6. De Smet E, Mensink RP, Plat J. Effects of plant sterols and stanols on intestinal cholesterol metabolism: suggested mechanisms from past to present. Mol Nutr Food Res. 2012 Jul;56(7):1058-72.

    7. Del Gobbo LC et al. Are Phytosterols Responsible for the Low-Density Lipoprotein-Lowering Effects of Tree Nuts?: A Systematic Review and Meta-Analysis. J Am Coll Cardiol. 2015 Jun 30;65(25):2765-7.

    8. Gylling et al. The effects of plant stanol ester consumption on arterial stiffness and endothelial function in adults: a randomised controlled clinical trial. BMC Cardiovascular Disorders 2013, 13:50.

    9. Zhen-Yu Chen et al. Role and classification of cholesterol-lowering functional foods. Journal of Functional food. 2011;3:61-69. / 10. Sialvera TE et al. Phytosterols supplementation decreases plasma small and dense LDL levels in metabolic syndrome patients on a westernized type diet. Nutrition, Metabolism & Cardiovascular Diseases (2012) 22, 843-848.